Na atual situação em que estamos vivendo, muitos são os problemas que as empresas têm de lidar, incluindo as desavenças com os funcionários. Dessa forma, é imprescindível ter conhecimento de dicas para usá-las antes de receber um processo de seu empregado.

Pandemia. Coronavírus. Quarenta. lockdown. Diminuição de gastos. Demissões. Processos. Esse tipo de situação está se tornando cada vez mais recorrente. 

E não é por causa, exclusivamente, da pandemia e do fechamento repentino de serviços não essenciais. Desde a década passada, por conta de recessões financeiras e queda no faturamento de diversas empresas, muitos funcionários veem crédito em processar a empresa em que trabalhavam.

Além disso, processos de empregados são parte integrante de empresas, principalmente das grandes. Mesmo em épocas férteis, esse tipo de problema ainda pode acontecer. 

Pensando nisso, você, dono de empresa, deve estar preparado antes de ser processado por um funcionário, visando sempre ganhar a causa, ou diminuir o seu peso.

Assim, acompanhe este artigo até o final para descobrir os 5 pontos essenciais que você precisa saber antes de receber um processo de seu empregado!

1 – Arquive documentos importantes antes de receber um processo de seu empregado!

É extremamente importante que você tenha todos os documentos, de todos os funcionários e procedimentos da empresa arquivados.

Dê atenção aos comprovantes do pagamento dos direitos trabalhistas e das entregas de EPIs.

Além disso, certifique-se de ter em mãos as fichas de registros dos empregados – dos que trabalham e também dos que trabalhavam na empresa! E não se esqueça de confirmar se todos os tributos e recolhimentos foram feitos.

Além disso, tenha evidências de que todas as horas extras foram pagas. E, mantenha sempre arquivados os cartões de pontos, conferindo se estão assinados e visitados pelo funcionário.

Portanto, mantenha todos os documentos importantes arquivados para estar preparado antes de receber um processo de seu empregado

2 – Certifique-se de que seu funcionário não possui doenças profissionais.

Não estamos te falando para levar todos os seus empregados ao hospital. Mas esteja ciente se seu funcionário não possui nenhum histórico de doença profissional, como:

  • dermatose ocupacional;
  • asma ocupacional;
  • cânceres por conta de exposição a produtos químicos;
  • estresse ocupacional;
  • síndrome de Burnout;
  • outras.

Além disso, certifique-se de que ele não está em nenhum tratamento contra alguma doença grave.

3 – Certifique-se de cumprir todas as normas trabalhistas.

Certifique-se de cumprir todos os direitos trabalhistas e de prová-los caso sejam requisitados.

Nesse sentido, calcule e pague corretamente o valor da rescisão do funcionário para evitar reclamações futuras. 

Outro ponto de extrema importância a se atentar é o FGTS e o INSS. Tenha maneiras de comprovar que eles foram rigorosamente pagos!

Dessa maneira, mantenha-se sempre caminhando perante as normas trabalhistas para se preparar antes de receber um processo de seu empregado.

4 – Guarde provas que podem ser requeridas no futuro.

Ao pensarmos em processos, a criação de uma inverdade exposta pelo funcionário ou uma fonte sem provas podem ser o prelúdio para uma derrota perante a justiça.

Dessa maneira, é indispensável ter em mãos provas que serão usadas em momentos como este.

Assim, guarde todas as conversas, atestados médicos, cartas ou todo e qualquer comunicado feito com os empregados numa espécie de dossiê.

Além disso, sempre que falar com o funcionário ou realizar uma reunião importante, use algum sistema de gravação para que a empresa não acusem a empresa de coação.

5 – Se demitir um funcionário por justa causa, fale com um advogado!

Se você demitir um empregado por justa causa é importantíssimo entrar em contato com um escritório de advocacia especialista no assunto.

Assim, você deverá fazer uma comprovação da demissão. Pois, caso contrário, se não houver tal validação, a causa poderá ser revertida numa possível ação trabalhista.

Então fique atento antes de demitir alguém por justa causa, porque um pequeno deslize ao realizá-la pode significar mais um processo em sua mesa.

Conclusão

Neste artigo, vimos a importância de algumas medidas preventivas que você deve tomar antes de ser processado por um advogado. Siga nossos 5 tópicos discutidos aqui e esteja preparado para combater o próximo processo que vier contra sua empresa.

Ademais, lembre-se, é sempre importante consultar um advogado especialista no assunto. 

Assim, se você estiver passando por algum processo ou se quiser saber mais sobre o assunto, entre em contato conosco agora mesmo para tirarmos suas dúvidas!

Open chat
Entre em contato por WhatsApp
Olá
Como podemos te ajudar?